quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A mulher do meu anus


Autor: porteiro


Olá, hj é meu primeiro conto, é real.
Eu tenho um caso com uma mulher maravilhosa, ela é viciada em sexo.
Quando conheci ela e fui vendo as coisas como são, achei que não daria conta de uma mulher com tanto apetite por sexo.
Minha primeira transa com ela me deixou um tanto preocupado, por que ela pegou leve e não quis nem um 69.
Mas isso é só pra começar, quando ela pegou embalo, de da segunda transa com ela as coisas já mudaram.
Um dia em casa, ela me manda uma msg por celular.
-Mor, quando vamos nos ver dnovo?
-O mais breve possivel anju.
- Tô loka de saudade de vc.
-Eu também Anju.
-Quero fazer de tudo com vc.
- Opa, é o que eu mais quero viu, vamos fazer misérias então.
-Então vamos marcar logo.
- Vamos sim, segunda feira da semana que vem pode ser?
-Pode, e se prepara, vou dar tudo pra vc, meu buceta, meu cu, lembra que tu queria comer minha boca como naqueles filmes, pois é eu aguento tá.
- Que ótima noticia, vamos fuder o dia inteiro então.
-Mas posso lhe pedir algo?
-Claro, pode sim.
-Quero chupar seu cu , posso?

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Esposa mete muito.


Autor: condormineiro


Minha esposa virou uma puta mesmo, passou toda a fase de frescuras e nojinhos sem sentido. Acho que o medo de me perder para os casos extras conjugais foram demais pra ela.
Domingo colocamos os meninos mais cedo na cama, e ela t foi tomar banho, eu com meu cacete duro doido pra dar uma metida, quando ela saiu do chuveiro enrolada na toalha já fui atrás dela com meu pau duro roçando suas costas, minhas mãos apertando seus peitos (lindos demais), minha boca mordendo sua orelha, seu pescoço, ela começou a gemer, minha outra mão foi descendo pra bucetinha que já tava molhadinha, fui masturbando ela enquanto meu pau deslizava em seu reguinho e estávamos ficando muito loucos querendo sexo, joguei ela sobre uma mesinha no quarto ela abriu as pernas e meti ali mesmo com força e rápido, ela estava toda arreganhanda e eu socando, suas mãos apertavam minhas costas e unhava minhas nadegas, gemíamos muito, e eu socando sem parar, ela começou a estapear minha bunda com força, e pedindo pau, até que ela urrou forte, gozando e eu logo em seguida. Minhas pernas chegaram a ficar doendo de tanta força feita, caímos sobre a mesa abraçados, ficamos respirando com dificuldade um tempo e trocando caricias.
Me levantei e fui tomar meu banho, quando sai do banheiro ela tava deitada na cama com o vibrador sobre a bucetinha, fiquei elogiando ela um pouco ela então se levantou para buscar uns creminhos que temos, enquanto isto armei o celular para gravar nossa foda, e foi uma das melhores coisas que fiz, porque toda hora que vejo este vídeo fico excitado e bato uma punheta quando ela está longe, não estou nem tendo animo estes dias para responder as pessoas que me procuram de tanto prazer que ela tem me dado. Mas vamos ao relato do vídeo (que estou vendo agora).

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Tualisi conto 182 ACONTECEU COMIGO


Sou casado ha quase 15 anos, já passei dos 30 anos e sabe como é apesar de sermos muito criativos nas nossas relações, sempre perde um pouco o fogo da juventude, mas isso não quer dizer que fazemos pouco sexo, mas muitas vezes como diz aquela música, fazemos por fazer. O que vou relatar agora, aconteceu a mais ou menos 1 mês e meio e voltamos a fazer várias vezes.
        Certa noite depois de um dia cansativo de trabalho, fomos para cama e sabe como é, deitei de bruços, um pouco cansado, sem muito interesse para transar, a gente fica naquela, casado a muito tempo, se ela começa a provocar e persiste a gente acaba transando, mas se não a gente acaba dormindo. Nesta noite aconteceu algo que nunca mais esqueci, como já disse deitamos (eu de bruços), minha esposa começou a se esfregar em mim, passar sua perna sobre meu corpo e esfregar sua xoxota sobre meu corpo, finge que estava dormindo, mas ela sabia que não estava e continuou.....

domingo, 25 de novembro de 2012

Tualisi conto 181 FUI A PUTINHA DA MINHA MULHER


Olá, pessoal. Meu nome é Mário e já tive oportunidade de escrever um conto chamado "HOMEM DE BIQUINI" que publiquei neste site. Espero que aqueles que já o leram tenham gostado.
        Como eu disse da outra vez, não sou homossexual, mas curto, às vezes, realizar uma fantasia de feminização com a minha esposa. Hoje vou contar uma história bastante interessante sobre uma brincadeira que eu e ela fizemos certa vez.
        Minha mulher costuma sair do trabalho sempre muito tarde da noite, bem depois do horário que eu já cheguei em casa. Um dia, enquanto ela ainda estava trabalhando, eu assistia a um filme erótico (daqueles com história) deitado na cama em nosso quarto e aquilo me excitou profundamente, porque as atrizes além de serem perfeitas, faziam coisas super legais. Uma das melhores cenas foi quando a garota "principal" começou a beijar na boca uma prostituta amiga que morava com ela. Vendo aquilo, de repente, senti uma vontade louca de fazer com a minha mulher uma "noitada" especial. Algo novo e criativo. Pensei bastante sobre o que poderia preparar, então, surgiu a idéia: EU SERIA UMA PUTINHA QUE REALIZARIA OS DESEJOS DELA.

sábado, 24 de novembro de 2012

Tualisi conto 180 DE NAMORO À ESCRAVIDÃO - PARTE 3


Chegando ao trabalho , por volta das 10:30 , resolvi alguns problemas mais urgentes e procurei falar com minha namorada , que me respondeu estar muito ocupada naquele momento , mas gostaria de almoçar comigo . No almoço , tivemos uma conversa sobre o que aconteceu , ela me deixou mais calmo quando me disse que me amava muito , que fizera aquilo tudo por raiva e medo de traição . Me contou também que tivera um gostinho todo especial em me fazer viver aquela situação , em me dominar e impor suas vontades . Combinamos então passarmos o fim de semana juntos , em seu apartamento , sem passeios , almoços , enfim , um fim de semana dentro de casa , como tínhamos costume de fazer algumas vezes . Como já era sexta feira , após o trabalho iríamos para o apartamento dela , disse que passaria em minha casa para pegar algumas roupas e ela me disse :
- Não precisa , você não vai precisar de roupas neste final de semana.
Aquilo soava promissor , pois neste finais de semana em que passávamos juntos . ficávamos na cama vendo televisão , dormindo e transando , na maior parte do tempo . E realmente foi assim que aconteceu , a noite tomamos banho juntos e depois fomos ao quarto , onde ela apontou para meus pés ainda com esmalte vermelho nas unha e disse :

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Tualisi conto 179 ADORÁVEL AVENTURA - PARTE 4


   (Não esqueçam as tres partes anteriores duas estão em nos contos de inversão e a anterior a essa em feminização)
        O tempo foi passando escutava apenas o barulho das gavetas dos saltos pelo o quarto ,minha ansiedade misto de medo e tesão tomavam conta da minha mente e do meu corpo. Sinto ela se aproximar meu coração dispara e novamente ela se afasta a porta do quarto se abre e um silencio total toma conta do quarto , apenas os ruídos dos insetos externos são audíveis para mim não sei quanto tempo ali permaneci sozinho, apenas sei que atingi estágios e, pensamentos na minha mente que se apresentavam com sonhos inúmeras sensações ,eu mergulhei num transe onde tudo me levava a excitação , e foi assim sem nada escutar que senti sua mãos abrirem minhas pernas ,afastar lateralmente a calcinha e de assalto sua boca morder minha bunda .
        Aquilo provocou um espasmo que repercutiu em todo meu corpo ,cada fio de pelo de cabelo se irisaram , ela continuo e sinto sua língua começar a forçar e entrada do meu anel , ela cospe chupa morde as partes internas das minhas coxas ,minhas nádegas e tenta a todo custo cada vez mais me penetrar com sua língua , eu por baixo da mordaça gemo ela percebe para , e sinto ela passar algo frio no meu anel e logo em seguida, ela calmamente penetra-o com um dedo , sinto ela brincar com ele , eu não agüentaria mais muito tempo sem gozar e ela sabendo disso ,coloca uma camisinha no meu pau e aumenta o ritmo dos movimentos com o dedo ,até que eu gozo intensamente , quando termino , ela ainda com o dedo dentro de mim me diz:

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Tualisi conto 178 FESTA À FANTASIA - PARTE 1


        Sempre gostei de ir em festas à fantasia. Outro dia, conheci uma tal de Luciana, que tambem sempre teve o mesmo gosto e a gente ficou de combinar em ir numa festa dessas. Agora tenho 26 anos e tenho ido nestas festas com pouquissima frequencia devido ao trabalho e horario livre curto. Fiquei um tempo sem ir nestas festas e, certo dia, a Luciana em chamou pra ir numa festa à fantasia que ia ter num sitio no interior de SP.
        Como fazia muito tempo que eu nao ia, eu nem sabia que fantasia usar. A Luciana me sugeriu que eu fosse vestido de mulher e ela teria uma roupa que serviria em mim. Fui ver que roupa que era e era um vestido branco, que vinha um pouco abaixo dos joelhos, igual esses de festas normais. Pra completar o visual, ela me sugeriu que eu comprasse um par de botas brancas. Acabei comprando um belo par de botas brancas, de cano longo, salto alto e bico fino. Com o vestido branco, fiquei muito sexy, parecendo uma verdadeira patricinha. A festa seria na sexta. Saímos de SP à noite e eu pude ir ja vestido de mulher. Eu parecia bem feminina mesmo e eu estava excitadissimo com aquela roupa. A Luciana tambem estava muito sexy pois ela estava de cowgirl, com uma mini-saia de couro, toda franjeada, uma blusinha de couro tbem franjeada e uma bota de couro preta de cano alto, alem de um chapeu de cowgirl. No caminho, ela foi me acariciando e ja fui ficando bastante excitado. Nao via a hora de chegar e quem sabe ate faezr amor com ela...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Tualisi conto 178 O MAIOR ORGASMO DA MINHA VIDA



  Minha história aconteceu há dois anos atrás quando conheci numa festa uma garota que se chamava Fernanda. Eu tinha vinte anos e ela trinta e dois. Depois de alguns dias só entre beijos e amassos... Finalmente transamos.... Ela era demais... Fazia de tudo chupava bem gostoso, fodia aquela buceta apertada e até liberava o rabinho. Mas um dia depois de uma deliciosa trepada.... Quando estavamos tomando banho ela começou a acaricia minha bunda... E logo em seguida ela começou a colocar um dedo no meu cú.... Eu disse para ela parar ..... e então ela se ajoelhou e começou a fazer um incrível sexo oral... Não resisti e deixei ela continuar Nas próximas transas enquanto ela chupava ou eu estava fodendo a buceta dela ela sempre colocava um ou dois dedos no meu cú. Uma vez depois que a nós voltamos de uma danceteria.... Eu estava meio altinho.... Deitei na cama quase desmaiado de cansado e por causa da bebida ... Ela me deixou pelado me deitou com minha bunda pra cima.... Ela foi pra cozinha e trouxe um pepino médio de largura e comprimento... Passou óleo no pepino e começou a me penetrar.... Eu praticamente não sentia dor por causa da bebedeira e pelo óleo. E começou a ser sempre assim depois de uma boa trepada e ela me penetrava com pepinos, cenouras e bananas. Eu comecei a gostar de ver meu cú arrombado no espelho....

domingo, 18 de novembro de 2012

Tualisi conto 177 ADORÁVEL AVENTURA (PARTE 3)


 Aconselho antes de lerem essa historia lerem as duas anteriores para um entendimento completo. Acordei sozinho na cama e de imediato levantei , estava nu e ainda sentindo a sensação de sua mão sobre meu anel , me sentia dilacerado , escutei o som as risadas na sala , e resolvi me vestir, pois sabia que não poderia tentar fugir nem do batismo da rapaziada, nem do dela .
        Abri o armário e o susto!!! na gaveta a onde estavam minhas cuecas , só existiam calcinhas todas de renda e de varias cores , procurei nas demais gavetas e a onde estavam minhas bermudas haviam shorts curtos , disponível apenas um jeans e os dois moletons, no mais toda minha incluindo sungas tinham sumido restavam apenas as camisas ainda tentei na minha mala e nada , o que Ela estava pensando o que queria , que eu usasse calcinhas ???? Coloquei o moleton sem nada por baixo e uma camiseta a noite estava quente mas fazer o que ??? O moletom era largo mas mesmo assim o roçar dele na minha bunda ,me excitava .Parei de andar - se tivesse uma ereção? seria um mico! Todos veriam!! E se ela se viesse e começasse a me fazer carinhos ela com certeza sabia e o faria e o mico! Ai decidi ficaria no quarto com certeza ela viria me chamar e ai pediria imploraria a ela para me devolver minhas roupas e assim o fiz .

sábado, 17 de novembro de 2012

Tualisi conto 176 HOMEM DE BIQUINI


  Olá, meu nome é Mário, tenho 29 anos de idade e sou casado há um ano e meio. Eu e minha esposa somos muito felizes, ela é super carinhosa e atraente e, o principal: me ama muito. O nome dela é Vivian, tem 25 anos e trabalha como recepcionista. Somos muito ligados. Apesar de todas essas características do nosso relacionamento, eu sempre fui bem mais criativo sexualmente do que ela. Todavia, quero deixar claro que apesar disso nunca pensei em traí-la. Eu gosto de fantasias, desde que sejam saudáveis, pois acredito que até o prazer deve ser buscado com responsabilidade. Uma dessas fantasias é bem simples: sempre curti tirar fotos da minha esposa vestindo biquíni ou maiô fio dental e fazendo poses sensuais. Acho o máximo vê-la assim. Ela fica linda e super sexy (além de ser bem menos vulgar do que uma mulher simplesmente nua). Certa vez, após uma sessão de fotos na sala de jantar da nossa casa, fomos para o quarto descansar um pouco e conversar sobre como elas deveriam ficar depois de reveladas. Chegando lá, tirei minhas roupas e vesti o meu pijama branco enquanto ela permaneceu com o maiô que usou para tirar as fotografias. Deitamos então na cama e ligamos a televisão enquanto conversávamos. No meio da conversa, Vivian me falou:
        - Amor, posso te pedir uma coisa?
        - Pode, é claro, Vi. Respondi carinhosamente.
        - Quero que você vista uma sunga para mim. Gostaria de transar com você vestido assim.
        - Uma sunga? Mas eu não tenho nenhuma. Vamos fazer uma coisa, amanhã eu compro e visto para você, ok?
        Ela respondeu afirmativamente com a cabeça, mas notei que havia ficado um pouco triste, pois realmente sabia que eu não tinha uma sunga. Eu fiquei com aquilo na cabeça me incomodando. Entretanto, saber que Vivian queria me ver só de sunga era uma idéia que me deixava excitado. Ela nunca havia me pedido nenhum "favor" sexual e, aquela era a primeira vez que a vi expor uma fantasia. Então, comecei a pensar silenciosamente em como resolver o problema, até que encontrei a solução. Por quê não vestir a parte de baixo de um dos biquínis dela? Sou hetero e nunca sequer pensei na hipótese de me tornar bi ou homossexual. Não tenho qualquer preconceito com esse estilo de vida, mas realmente só gosto de mulheres. Assim, mesmo um pouco sem graça com a idéia inicialmente fui aos poucos me excitando com aquilo e, então,falei meio recalcitrante para Vivian:
        - Meu amor, o que acha de eu vestir um biquíni seu?

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Tualisi conto 175 EU E MINHA AMIGA REALIZAMOS UMA FANTASIA


  Olá. Meu nome é Daniele (Dani) sou secretária, casada e tenho 25 anos . Meu marido e eu sempre curtimos situações diferentes e excitantes para apimentar um pouco o nosso casamento. Nós costumamos realizar todos os tipos de fantasias e brincadeiras possíveis, desde que sejam prazeirosas e saudáveis. Certa vez, ele me pediu para realizar uma fantasia bem original. Ele queria que eu trouxese para casa uma colega minha do trabalho, a garota que eu achasse mais bonita e que, nós duas, vestindo apenas maiôs fio dental, o dominássemos e o “torturássemos” sexualmente. Confesso que no início achei um pouco estranho o pedido dele, mas depois, a idéia foi me cativando. Imagine: dominar e “torturar” o seu próprio marido e, ainda, com a ajuda de uma amiga. Realmente aquilo me deixou com muito tesão. Passei, então, vários dias pensando em como poderia realizar aquela fantasia. Como eu convidaria a minha colega? Como o prenderíamos? Quais as torturas que poderíamos fazer?

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Tualisi conto 174 COMIDO NA DELEGACIA


   Esta é uma estória real. Passei muito tempo pensando se deveria dividir com aqueles que tem interesses em aventuras sexuais. Mesmo como uma questão de segurança pessoal. Vocês verão porquê... Fazia muito frio naquela noite de sexta feira. Era a segunda semana do inverno e até dava a impressão que nevaria a qualquer instante. Como era meu hábito, peguei meu carro que havia tirado da concessionária havia somente dez dias, e fui para a rua em busca de emoção. Nunca poderia imaginar que encontraria a noite mais imprevisível, intensa, insana e excitante de toda a minha vida... Dirigia com cuidado, como sempre. Não estava a fim de arranjar problemas com meu carro novo. Caia uma fina chuva que vinha juntamente com uma neblina não muito densa, mas a suficiente para prejudicar a visão dos motoristas. Tinha programado me encontrar com vários amigos e amigas em um bar com música ao vivo. De lá todos iríamos à uma boate. Os planos estavam ótimos... mas não foi bem assim que aconteceu... Estava distraído com meus pensamentos por um longo segundo. Não deu nem tempo de ativar os meus rápidos reflexos quando, na curva, vi aquele carro pequeno e escuro atravessar o meu caminho. Não deu outra: colidimos de lado com muito barulho. Ambos tivemos a sorte de sair da pista e pararmos na grama sem mesmo encapotarmos os carros. Tudo aconteceu num piscar de olhos.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Um milhão de visualizações!






Olá Pessoal


E mais de 1.000.000 de visualizações! Obrigado a todos! Vou continuar sempre postando o melhor da Inversão de Papeis aqui!

O estoque de contos do Tualise já está quase no final. Preciso da ajuda de todos no enivo de contos e materiais para o blog. 

Ajudem a divulgar o blog para termos mais pessoas para contribuir com material. 

Divulguem o blog!

Beijos a todos..



PS.: 




Uma CD que adora inversão me envio este link. 


Fica as fotos do blog dela como publicação hoje.

Beijos.








domingo, 11 de novembro de 2012

Tualisi conto 173 O ANIVERSÁRIO DE MINHA ESPOSA ( 3 )


        Ao acordamos, tomamos banho juntos, se esfregando, alisando...me lavaram completamente, principalmente meu cuzinho e meu pau que ganharam 2 sessões de língua...uma mulher chupando seu pau enquanto outra chupa seu cuzinho....nossa..... Resolvemos desfilar nossas coleções de lingeries.....vestimos calcinhas, meias, camisolas, cinta ligas, soutiens e desfilávamos para aplausos, risos e fotografias...Então elas tiveram a brilhante idéia de fazer um campeonato de resistência a consolos....Como não tenho buceta a regra era a seguinte...Primeiro elas enfiariam um consolo na buceta.....depois enfiariam em nossos cuzinhos..... Temos uns 20 consolos, de todos os tipos e tamanhos, inclusive um consolo cor da pele, com saco e tudo, imitando um pênis de verdade, mas tão grosso que nem minha mulher gosta de brincar com ele na buceta, ....mas tinhamos que passar por todos. Aquele que desistisse tinha que cumprir uma tarefa que seria determinada pelos demais....Foi uma delicia.....Começamos pelos consolos pequenos que tiramos de letra....sempre sob risos dos demais que incentivavam.

sábado, 10 de novembro de 2012

Tualisi conto 173 O ANIVERSÁRIO DE MINHA ESPOSA ( 2 )

 
        Despertei com ambas conversando subre minha bunda, como ela era gostosa e como gostava de rebolar numa rola. Até então não sabia que a lú falava pra amiga sobre nossas brincadeiras, mas percebi que a intimidade de ambas não tinha fronteiras quando a Ro pediu pra Lú deixa-la me ver vestido com lingeries como ela havia falado....Foram pras gavetas e escolheram lingiries para todos. Eu, fingindo adormecido só escutava....Vieram me acordar....A Lú me disse do interesse da amiga em me ver travestido....Deu-me um conjunto lindo....Uma calcinha asa delta preta em lycra, daquelas que ficam bem enfiadinhas na bunda.... uma camisolinha linda, verde e preta, sedosa, pouco abaixo da bunda, uma cinta liga e um par de meias.....foram me vestindo cada vez com mais tesão...Minha esposa vestiu uma calcinha de couro com um pau acoplado...Por cima colocou uma calcinha com abertura na frente....ela tampa toda a calcinha de couro, deixando só o pau passando pela abertura....é linda.....uma blusinha preta estilo SM que só cobre até pouco abaixo dos seios.......me mata de tesão quando a vejo assim.....Uma outra calcinha de borracha com pênis acoplado foi colocado na nossa amiga....cor da pele,

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Tualisi conto 173 DE NAMORADA A ESCRAVIDÃO - 2° PARTE


       Enquanto me observava no espelho , minha namorada fazia comentários do tipo :
        - Ficou ótimo , você vai fazer um grande sucesso hoje .
        E o que me surpreendeu ainda mais , foi que eu me mostrava começando a ficar excitado com a situação , sei lá por que motivo . Ela falando daquele jeito comigo , o medo do ridículo , tudo mexia comigo , minha cabeça dava voltas . Então ela pediu que eu fosse até o quarto , onde encima da cama havia um conjunto de calcinha e sutiã vermelho :
        - São para você , gostou amor ?
        - Como assim , pra mim ? Isto já esta indo longe demais , não vou usar isto .
        - Há , mais vai sim ! Longe demais é um homem compromissado ir a uma boate de quengas . Não quero te forçar a nada , meu bem .... Você usa se quiser , senão esqueça de mim .
        - Mas amor , vai ficar ridículo .

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Tualisi conto 173 DESCOBRINDO A ESCOVA DA IRMÃ


          Eu estava sozinho em casa, assistindo uns animes e tal, então começou a passar desses programas que duram a tarde inteira, e eles começaram a falar sobre sexo e sobre modelos que tinham posado nuas, de repente eu sinto um negócio estranho, uma pressão diferente, no meio das pernas.
        Tiro o meu shortinho e vejo um volume em minha cuequinha, afasto ela e vejo que é o meu pintinho, achei estranho, pois ele só ficava assim quando eu tomava banho junto com uma outra pessoa. Vendo toda aquela coisa na tv, mulheres seminuas,calcinhas e sutiãns, começou um papo sobre masturbação, verdades e mentiras, como os homens faziam, e as mulheres... eu lembrei de minha maninha, na época com 21, e do quarto dela,cheio de calcinhas e sutians.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

A VINGANÇA DA Ex



Olá, quero a princípio esclarecer que não sou super em nada... Mas chega de conversa e vamos ao que intereça...

Me chamo Flávio encontrei uma amiga, que a muito tempo não via, eu sabia que ela era chegada a uma bocetinha também. Papo vai papo vem, ela lembrou-me de uma colega com quem eu teria ficado, e que sumiu da minha vida derrepente. Ela disse-me que sempre sentiu muito tesão por ela e que gostaria de me ver fudendo-a, eu estranhei um pouco, mas a conversa tinha se enradiado para esse assunto.

Ao chegar-mos em sua casa, ainda faláva-mos de sexo, brincamos muito relembrando do passado e eu perguntei a ela se poderia descançar um pouco, pois havia viajado e estava cançado, mas eu brinquei com ela perguntando se ela tinha perdido a mania de arrombar as suas namoradas, e se não correria o risco de pegar no sono e acordar sendo estrupado... rsrsrs

Na brincadeira ela sorriu e me disse que ficasse tranquilo, fui descançar um pouco em sua cama, como estava muito calor, fiquei só de calça jeans. Não precisar o tempo, mas acordei com uma boca em meus mamilos, ela vem ao meu ouvido (eu ainda com os olhos fechados), e me diz:

- Posso realizar a minha fantasia?

domingo, 4 de novembro de 2012

Tualisi conto 173 DE NAMORO A ESCRAVIDÃO


        Minha história começou quando em um dia , resolvi ceder aos caprichos daquela mulher . Deste dia em diante , ela cada vez exigiu mais e mais de mim , pois percebera que naquele novo jogo , haviam ainda muitos limites a serem explorados . Trabalhavamos na mesma empresa , e mantinha-mos um namoro escondido , pois como ambos éramos gerentes , temia-mos que o namoro atrapalhasse nossas carreiras , pois era política da empresa incentivar a competição e cobrança entre os departamentos . Tinha-mos uma vida sexual normal , como duas pessoas jovens , eu com 32 anos , recém separado de um casamento mau sucedido , ela com 29 , solteira . A situação do namoro escondido dentro da empresa , de certa forma apimentava nosso relacionamento , pois nos divertíamos muito com situações em que colegas de trabalho faziam comentários , como " você viu como ela está gostosa hoje " ou " ele deve ser um tesão na cama " . Ríamos muito das situações , quando na intimidade comentávamos sobre estas cantadas e azarações que rolavam . Na empresa simulávamos um certo clima de indiferença , e de até competição as vezes , para mantermos as aparências e mostrarmos que as cobranças existiam entre os departamentos . Mas o namoro escondido foi causa e castigo de tudo que aconteceu conosco.

sábado, 3 de novembro de 2012

Tualisi conto 172 MINHA TIA PERVERSA


 Minha tia sempre foi uma mulher linda, com pés maravilhosos e mãos belíssimas. Tudo o que eu sempre sonhei em termos de feminilidade nas mulheres eu encontrava na minha Tia Roberta. Eu ficava a lamber suas sandálias de salto e cheirando suas meias sempre que ia na casa dela visitá-la, certa vez ela me pegou n flagra fazendo o que eu mais gostava: bater uma punheta usando suas sandálias. Ela ficou meio sem jeito e fez que não percebeu e foi-se embora. Alguns dias depois percebi que tia Roberta estava usando sandálias mais provocantes na minha frente e mexendo seus lindos pezinhos, suas unhas das mãos eram enormes e bem cuidadas, sempre pintadas de vermelho. No final de semana ela me convidou para irmos ao sítio de uma amiga sua junto com meus primos, aceitei pois não teria nada que fazer naquele sábado. Combinamos de me pegarem às 10 em minha casa, fiquei esperando e para minha surpresa apareceu só minha tia e uma outra amiga sua, estavam as duas usando sandálias de salto bem alto e com as unhas pintadas de vermelho, me deixaram louco de tesão, queria ali mesmo chupar aqueles pezinhos e sandálias.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Tualisi conto 171 A PUTA DA PUTA


        Quando comecei minhas primeira punhetas, um primo meu emprestou a sua coleção de revistas de sacanagem, entre as váriaa histórias havia uam cara que dava a bunda para outro e comia uma mulher ao mesmo tempo e depois o mesmo cara era comido pela mulher com um pinto de borracha. Achei aquilo estranho, mas ao mesmo tempo muito exitante. Uma vez vendo as fotografias pela milésima vez me deu uma vontade de estar no lugar do cara e pus um dedo no meu cu, comecei a por e tirar e vi que era muito gostosa a sensação. Após gozar fiquei um pouco culpado, pois afinal aquilo não era coisa de homem, e fiquei num complexo de culpa terrível, pois eu havia gostado muito, mas punhetas seguintes na hora do tesão, lá estava o dedinho no meu buraquino novamente. Estava sentindo uma coisa estranha. Eu não tinha tesão em homem, mas realmente gostava de ser penetrado. Fiquei neste dilema por muito tempo, até desencanar, relaxar e aproveitar. Passou a ser uma constante para mim, durante as minhas masturbações enfiar não só mais o dedo mas tudo que era cilindrico no meu rabo. Quando comecei a ter uma vida sexual ativa, esta faceta do meu comportamento sexual ficou escondida só para mim. Cheguei a compar uns consolos, mas não passou disto. Em umas das tentativas de alargar meus horizontes sexuais, tive uma única experiência homosexual que foi um fiasco, o cara era bem mais velho, e quem acabou sendo ativo fui eu, foi muito frustrante. Uma vez fui na zona do baixo meretrício de minha cidade (para quem conhece BH a gaicurus) e paguei a uma puta que tinha vários consolos em seu quartinho para me comer. Foi muito boa a sensação de ser observado por uma mulher enquanto passivo foi indescritível. Fiquei muito exitado. Mas a puta era muito feia, normal para uma puta de R$5,00 e não tinha um consolo de cintura como eu sempre havia sonhado. Passei mais um tempo de prazer solitário dando tempo de vários meses de sossego ao meu cu.